Mapa do Site

Amadora vai ter Equipa de Intervenção Permanente para socorro à população

Esta equipa terá como missão exclusiva assegurar, em permanência, serviços de socorro à população,  reforçando a operacionalidade da corporação, e será constituída por 5 elementos.
Amadora vai ter Equipa de Intervenção Permanente para socorro à população
Com o objetivo de melhorar a eficiência da proteção civil e as condições de prevenção e socorro no Município, a Câmara Municipal da Amadora, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Amadora e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, assinaram hoje um protocolo que visa a constituição de uma Equipa de Intervenção Permanente (EIP) na Cidade.

Esta equipa terá como missão exclusiva assegurar, em permanência, serviços de socorro à população, reforçando a operacionalidade da corporação, e será constituída por 5 elementos.

Este protocolo determina a partilha de responsabilidades entre o município e a ANEPC. A autarquia comparticipa o corpo de bombeiros nos custos decorrentes da remuneração dos elementos que integram a equipa, atribuindo-lhe uma verba mensal correspondente a 50 por cento dos custos mensais resultantes dos vencimentos, subsídios de férias e de Natal e respetivos encargos do pessoal contratado, cabendo à ANEPC suportar os restantes 50 por cento dos encargos.
 
Sobre as EIP:
As Equipas de Intervenção Permanente têm a missão de assegurar, em permanência, o socorro às populações, designadamente nos seguintes casos:
a) Combate a incêndios;
b) Socorro às populações em caso de incêndios, inundações, desabamentos, abalroamentos e em todos os acidentes ou catástrofes;
c) Socorro a náufragos;
d) Socorro complementar, em segunda intervenção, desencarceramento ou apoio a sinistrados no âmbito da urgência pré-hospitalar, não podendo substituir-se aos acordos com a autoridade nacional de emergência médica – Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM);
e) Minimização de riscos em situações de previsão ou ocorrência de acidente grave;
f) Colaboração em outras atividades de proteção civil, no âmbito do exercício das funções específicas que são cometidas aos corpos de bombeiros.