Mapa do Site

Já conhece o Projeto Lisboa Romana? Agora já pode descarregar a nova aplicação móvel!

Este projeto, onde estão envolvidos atualmente 41 parceiros de âmbito público e privado, mostra ao grande público a riqueza patrimonial da época romana existente não só em Lisboa mas em toda a área Metropolitana.
Já conhece o Projeto Lisboa Romana? Agora já pode descarregar a nova aplicação móvel!
O projeto Lisboa romana | Felicitas Iulia Olisipo é promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, em articulação com os concelhos da Área Metropolitana de Lisboa e no qual a Câmara Municipal da Amadora participa, desde 2018, dando a conhecer os vários sítios romanos da Amadora, onde se destacam o aqueduto romano, a villa Romana da Quinta da Bolacha e o sítio do Moinho do Castelinho.

Este projeto, onde estão envolvidos atualmente 41 parceiros de âmbito público e privado, mostra ao grande público a riqueza patrimonial da época romana existente não só em Lisboa mas em toda a área Metropolitana.

Felicitas Iulia Olisipo era uma cidade capital de um município de cidadãos romanos, que ultrapassava as fronteiras do atual Concelho de Lisboa. O território da Amadora fez parte desse município romano, integrando o seu ager, ou seja, os subúrbios da cidade. Aqui existiram propriedades rurais, encabeçadas por casas senhoriais, onde eram explorados recursos agrícolas e pecuários, depois distribuídos por toda a região. A villa romana da Quinta da Bolacha é disso exemplo. Por aqui também passou o aqueduto romano de Olisipo, que partia da barragem de Belas.

O lançamento do website www.lisboaromana.pt decorreu nas redes sociais do projeto, através de um vídeo explicativo do que pode aí encontrar, mostrando recriações arqueológicas, pesquisas possíveis, fichas de sítios arqueológicos com imagens, os circuitos predefinidos, a história e personagens Romanas, entre outras.

No portal do Museu Municipal de Arqueologia da Amadora, está disponível, desde o dia 14 de janeiro, um acesso ao website do projeto Lisboa romana | Felicitas Iulia Olisipo.



Projeto Lisboa Romana

Apresentação
O projeto Lisboa Romana | Felicitas Iulia Olisipo visa a promoção, a valorização e a divulgação pública do património arqueológico, com particular enfoque na época romana mas abrangendo uma espessura cronológica que se estende da Idade do Ferro à Antiguidade Tardia, numa perspetiva que permita compreender os processos de aculturação e o desenvolvimento destas sociedades, desde o legado, preexistente, integrado no Império Romano do Ocidente, até à sua queda e herança cultural que imprimiu no período histórico que lhe sucedeu.

Iniciado em 2017, constituiu-se como um projeto inovador de trabalho em REDE, concretizado pelo estabelecimento de parcerias entre diversas entidades, públicas e privadas, que se propuseram a reunir o rico acervo arqueológico da área geográfica ocupada pelo antigo município romano Felicitas Iulia Olisipo, sensivelmente correspondente aos atuais concelhos da Área Metropolitana de Lisboa. É esse conhecimento que se propõe a disponibilizar de forma integrada e sistematizada até 2024, indo ao encontro dos mais diversos públicos com recurso a diferentes suportes de comunicação, fomentando a sensibilização e a educação para o património e potenciando o turismo cultural na região.

Neste sentido, o projeto Lisboa Romana | Felicitas Iulia Olisipo assentou numa metodologia de trabalho que visou a estruturação e a consolidação de duas Redes: uma de âmbito Local que, centrada em Lisboa, teve como propósito a projeção da urbe romana; outra que reuniu 19 concelhos com o intuito de promover o território rural na esfera da cidade e passar a ideia de unidade do município romano Felicitas Iulia Olisipo. A constituição das Redes Local e Metropolitana possibilitou a criação de sinergias para o desenvolvimento da investigação e promoção do conhecimento científico e para a divulgação destes períodos históricos de forma articulada e inclusiva, não se excluindo a possibilidade de alargar esta ação a outras Redes de âmbito nacional e mesmo internacional.

O site Lisboa Romana | Felicitas Iulia Olisipo constitui-se como uma das primeiras realizações do projeto e comoagente impulsor da disseminação deste conhecimento junto do grande público, complementado pela divulgação que já está a ser feita nas redes sociais. Outra das realizações do projeto é a edição de uma coleção temática constituída por 8 volumes que serão publicados até 2022, tendo o primeiro volume sido lançado em Dezembro de 2019. O projeto tem, ainda, como objetivo muito próximo a valorização e fruição pública do criptopórtico romano de Lisboa, que contará com um centro de interpretação que se pretende como uma “porta de entrada para a cidade romana”. Outros objetivos, já em programação, passam pela realização de um Congresso Internacional e de uma Exposição Internacional que terão lugar em Lisboa e, ainda, pela edição do Corpus Epigráfico de Olisipo, revendo e atualizando a publicação “Epigrafia de Olisipo” da autoria de Augusto Vieira da Silva, editada em 1944 pela Câmara Municipal de Lisboa, alargando-o à totalidade da área geográfica do antigo município romano Felicitas Iulia Olisipo.


O Site
O site Lisboa Romana | Felicitas Iulia Olisipo pretende agregar em um todo coerente, e divulgar de forma integrada e acessível ao público, o conhecimento científico resultante das múltiplas campanhas de escavações arqueológicas realizadas na cidade de Lisboa e nos demais concelhos da Área Metropolitana, assim como a investigação desenvolvida nas Universidades e Centros de Investigação. Reunindo informação sobre mais de 400 sítios e/ou vestígios arqueológicos distribuídos por Lisboa e os 18 municípios parceiros, permite ao utilizador explorar estas realidades no mapa do território (com apoio de texto, imagens, reconstituições e visitas virtuais), in loco ou nos museus onde se encontram expostas, numa perspetiva de promoção turística do património cultural.
Constitui-se, deste modo, como uma plataforma de apoio aos visitantes que querem conhecer o património arqueológico da região, complementada por uma APP que permite o acesso direto à informação dos diferentes sítios arqueológicos.

Percursos
A partir da sua localização (ou definindo o seu ponto de partida), o utilizador pode criar o seu próprio circuito de visita a sítios arqueológicos musealizados ou visitáveis ou a museus. O menu percursos também propõe circuitos temáticos (concelhios e interconcelhios) e circuitos locais (dentro de cada concelho).

Histórias e Personagens
Nesta área encontramos conteúdos históricos de âmbito local e geral, ordenados cronologicamente. O utilizador também pode assistir a vídeos nos quais investigadores enquadram e desenvolvem estes acontecimentos.

A acontecer
Espaço dedicado à divulgação de atividades e eventos promovidos pelos parceiros do projeto e outros relacionados com o período romano.

Repositório (Repositorium)
Arquivo pesquisável de documentos com autoria, onde o utilizador poderá consultar as fichas de recolha para os sítios e para as epígrafes que serviram de base aos conteúdos disponibilizados no site, assim como os artigos desenvolvidos no âmbito da edição das linhas de investigação do projeto e outros relacionados com a temática do projeto.
 
 
Descarregue a aplicação móvel Lisboa Romana!
 
 
app lisboaromana 200