Mapa do Site


todos   atividades   desporto   encontros   espetáculos   exposições   infantojuvenil   outros  

Detalhes

Início:27/04/2021 09:15

Descrição

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) da Amadora promove, com o apoio da Câmara Municipal da Amadora, no próximo dia 27 de abril (terça-feira), entre as 9h15 e as 16h30, o webinar “Crianças Visíveis nos Seus Direitos”, evento que assinala o Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância e Juventude, no concelho da Amadora.
 
Participação gratuita. Inscrição obrigatória em: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
(Indicar nome, contacto e instituição)
 
Clique na imagem abaixo para conhecer o programa do Seminário
 
programa seminario 200
 
 
 
Sobre | Comissão de Proteção de Crianças e Jovens da Amadora (CPCJ)
A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens da Amadora (CPCJ), é uma entidade oficial não judiciária, baseada numa lógica de parceria local, com autonomia funcional. Visa a proteção e a promoção dos direitos das Crianças e Jovens residentes no concelho da Amadora.
A equipa técnica da CPCJ da Amadora é constituída por elementos representantes das diversas entidades da comunidade.
A CPCJ da Amadora intervém de forma adequada e suficiente a remover o perigo em que se encontram as crianças e jovens quando tal não seja possível às famílias e às entidades com competência em matéria de infância e juventude.
Uma das missões mais relevantes para as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens, designadamente na sua modalidade de funcionamento alargada, é a mobilização da comunidade para a construção de uma cultura de prevenção, cujo desígnio é a garantia dos direitos da criança e do jovem.
 
Sobre | Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância
Em 1989, uma mulher norte americana (Bonnie Finney) amarrou uma fita azul na antena do carro, em homenagem ao seu neto, vítima mortal de maus-tratos. Com esse gesto quis “fazer com que as pessoas se questionassem”. A repercussão desta iniciativa foi de tal ordem que abril passou a ser o Mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância.
Esta campanha, que começou como uma homenagem desta avó aos netos, expandiu-se e, atualmente, muitos países usam as fitas azuis, durante o mês de abril, em memória daqueles que morreram ou são vítimas de abuso infantil e também como forma de apoiar as famílias e fortalecer as comunidades, nos esforços necessários para prevenir o abuso infantil e a negligência.
Em Portugal, a campanha, simbolizada pelo Laço Azul, é amplamente divulgada por todo o território, quer pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, quer pelas CPCJ, que realizam numerosas ações de prevenção contra os maus-tratos.
Mais informações: www.cnpdpcj.gov.pt