Mapa do Site

Júlio Pereira vence Prémio José Afonso 2018

Júlio Pereira vence Prémio José Afonso 2018

O júri do Prémio José Afonso (PJA) 2018, constituído por duas personalidades convidadas pela Câmara Municipal da Amadora e pela Escola Superior de Música de Lisboa (Olga Prats e Sérgio Azevedo, respetivamente) e ainda pela vencedora do PJA 2017 (Teresa Salgueiro), deliberou – por unanimidade – atribuir o PJA 2018 ao CD “Praça do Comércio”, de Júlio Pereira, e ainda uma Menção Honrosa ao CD “Fitxadu” de Sara Tavares (sendo esta a primeira atribuição de uma menção honrosa, como previsto no novo regulamento do PJA, em vigor desde esta edição).
Recordamos que Júlio Pereira já tinha sido reconhecido com o PJA em 1991, pelo seu trabalho “Janelas Verdes”.

As escolhas foram feitas a partir de uma lista de finalistas previamente elaborada pelo júri, lista que incluía, além dos galardoados, os álbuns “A poesia de Aldir Blanc”, de Maria João, “Canta Marceneiro”, de Camané, e “Ao longe já se ouvia”, das Sopa de Pedra.

O júri considerou que:
“Praça do Comércio” é um trabalho que se destaca de entre a vasta produção de Júlio Pereira pela sofisticação e maturidade que demonstra, além de continuar um trabalho de décadas no renascer de instrumentos e tradições ancestrais portuguesas, que urge preservar e atualizar, sob pena de desaparecerem para sempre.

Quando ao disco “Fitxadu”, de Sara Tavares, este representa mais um excelente momento da carreira da artista, que alarga agora a sua musicalidade e sentido poético ao universo de outras línguas e tradições, essenciais porém para a compreensão da cultura portuguesa.