Mapa do Site

Teatro e Música em abril nos Recreios da Amadora e no Cineteatro D. João V

  

Conheça os espetáculos nos Recreios da Amadora e no Cineteatro D. João V, agendados para abril.

3 a 7 abril
De quarta-feira a sábado, às 21h00
Domingo, às 16h00
Teatro | Teatro dos Aloés
«Os Ilusionistas»
Sinopse: «O texto, cheio de música e magia, apresenta três personagens encantadoras, deslocadas e com um mal-estar existencial que as torna ao mesmo tempo cómicas e tristes. Os 3 irmãos cresceram num mundo de magia e partilham uma incapacidade de aceitar a realidade tal como ela é. Desajustados e idealistas, tentam cumprir as suas ilusões a todo o custo e construir o seu mundo próprio. Os jogos e confidências que trocam são também tingidos de humor absurdo e surrealista e, em geral, as suas interações são governadas pela forma incoerente e aparentemente lógica do sonho. As personagens sonham ser quem são, como num pesadelo prolongado, mas desejam ser outra pessoa e projetam-se numa versão melhor de si próprias – uma ilusão.
As memórias não são confiáveis; o passado, mudando; identidade, improvável. As personagens, esforçam-se por verbalizar a experiência, como consequência do desencanto e da frustração. É uma dramaturgia intimista. A relação entre o palco e a sala está assim inscrita não só num campo específico, que é o teatro de variedades, mas também num problema mais geral: como acreditar na ilusão quando as nossas próprias ilusões estão em crise? “Ilusionistas”, como os textos de Eugène Ionesco, mostram a incongruência entre a condição humana e os desejos dos seres humanos.
Como elementos distintivos salientamos uma estrutura dramática que rompe com a poética aristotélica. A temporalidade clássica dá lugar ao instante da experiência subjetiva; o espaço, igualmente exposto à subjetividade, perde estabilidade e solidez. Busca modificar os mecanismos preceptivos do espectador, que deve participar da construção dos sentidos. Tudo isso resulta, em última análise, na experiência individual e na crise da personagem. É uma pertinente crítica da nossa realidade mais profunda, imediata. É o teatro do anonimato, do silêncio, da desolação; da solidão na falta de comunicação é a representação da loucura e suas máscaras com que se debate a sociedade contemporânea. Personagens que vivem numa marginalidade não estabelecida, e que muitas vezes se encontram num espaço e tempo indeterminados A subjetividade, instantaneidade, quotidiano, multiplicidade e fragmentação do tempo e do espaço dramático são as linhas identitárias da escrita de Lluïsa Cunillé e também o que distingue a qualidade e originalidade da sua obra.»
Recreios da Amadora
Bilhetes: 10€ à venda na Ticketline e na bilheteira dos Recreios da Amadora duas horas antes do início dos espetáculos.

25 abril
Quinta-feira, às 10h15
Música | Orquestra GeraShare
Sinopse: «Estar presente nas celebrações dos 50 Anos da Revolução de Abril na Amadora, a celebração da democracia, é uma alegria enorme e uma honra para a Orquestra Geração, um projeto que nasceu no município em 2007, fruto de uma ideia conjunta do departamento de educação da câmara, à época liderado pelo Dr. Jorge Miranda, e pelo então diretor da Escola de Música do Conservatório Nacional, Dr. António Wagner Diniz.
Enquanto projeto de inclusão social, a Orquestra Geração é um exemplo vivo do processo de democratização trazido pelo 25 de Abril, abrindo novas oportunidades formativas e culturais a milhares de jovens desde então, em vários concelhos da área metropolitana de Lisboa e ainda na zona centro do país (distritos de Coimbra, Leiria e Viseu).
A Orquestra Geração tem tido um papel importante na fixação das crianças e jovens à escola, contribuindo para a construção de percursos de vida mais bem sucedidos, em linha com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável definidos como prioritários para Portugal, nomeadamente a promoção de uma educação de qualidade, a igualdade de género e a redução das desigualdades; é também um fator de coesão social nas comunidades em que está presente, onde a diversidade de culturas é celebrada como uma riqueza e fonte de inspiração para os repertórios musicais que caraterizam o projeto, unindo pessoas através da musica.
A Orquestra Geração esteve presente na abertura oficial das comemorações do cinquentenário do 25 de Abril, em março de 2022, por convite do Ministério da Cultura, tendo estreado e gravado a obra composta por Bruno Pernadas especificamente para a efeméride, O Governo do Povo.»
Recreios da Amadora – Espaço Fernando Relvas
M/6 | Entrada livre, limitada à lotação de espaço

26 abril
Sexta-feira, às 21h00
Música | Festival de Música Popular Portuguesa
Entrega do Prémio José Afonso 2023
Cineteatro D. João V
M/6 | Valor de ingresso a definir

28 abril
Sábado, às 21h00
Música | Festival de Música Popular Portuguesa
Boémia
Sinopse: «Em 2024 celebram-se os 50 anos do 25 de Abril e os BOÉMIA não poderiam faltar a esta celebração e lançaram em setembro de 2023 o álbum Génese, um novo trabalho que narra a transição da ditadura para um Portugal livre e democrático, uma forma de celebrar os 50 anos do 25 de Abril.
A História é recente! Por isso, há ainda quem a tenha vivido e participado!
Há quem a tenha somente escutado com mais ou menos atenção!
Mas para que nunca haja quem a desconheça ou dela duvide, celebre-se Abril!
Os BOÉMIA sugerem a todos ouvir, contada, tocada e cantada à distância de meio século e interpretada por uma nova geração nascida depois de Abril.
São 14 novas canções escritas por Rogério Oliveira que revisitam acontecimentos desde o fim do Estado Novo até ao 25 de Novembro. Com o cariz popular, já caraterístico do som dos membros dos Boémia, os arranjos ficaram a cargo de Marco Ferreira e a produção de José Salgueiro. Duas dessas novas canções foram gravadas com a participação de Fausto Bordalo Dias, sobre a temática da reforma agrária no tema “ZIR”, e Zeca Medeiros sobre o golpe de 11 de Março em “A míope luneta”.»
Recreios da Amadora
M/6 | € 15
Bilhetes à venda na Ticketline e na bilheteira dos Recreios da Amadora no próprio dia, duas horas antes do início do espetáculo.

27 abril
Sábado, às 21h00
Música | Festival de Música Popular Portuguesa
Entrega do Premio José Afonso 2024
Cineteatro D. João V
M/6 | Valor de ingresso a definir

Cineteatro D. João V
Morada: Largo da Igreja, 5B/C/D - Águas Livres (Damaia) - 2720-295 Amadora
GPS: 38.746029, -9.218823
telefone: +351 214 975 187
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 
Transportes, Táxis e Parque Público de Estacionamento:
Estação da Damaia - Linha de Sintra – Lisboa
Carris Metropolitana
Táxis (Praça de táxis a 500 mts.)
 
 
Recreios da Amadora
Av. Santos Mattos, 2 - Venteira - 2700-748 Amadora
Telefone: 214 369 055
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
GPS: 38.758323, -9.235262
 
Transportes, Táxis e Parque Público de Estacionamento:
Comboio da CP: Estação da Amadora - Linha de Sintra – Lisboa
Autocarros Carris Metropolitana:
1502 - Algés (Terminal) - Amadora (Estação Sul), via Linda-a-Velha
1712 - Algés (Terminal) - Amadora (Estação Sul)
1714 - Amadora (Estação Sul) - Belém (Estação)
Táxis (Praça de táxis a 100 mts.)
Parque público de estacionamento (a 20 mts.)
 
 
 
11 cidades e comunidades sustentaveis