Mapa do Site

Clube Juvenil de Poesia

Clube Juvenil de Poesia
AuditórioO Clube Juvenil de Poesia é uma iniciativa da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos dirigida ao público juvenil, entre os 13 e os 19 anos.
Tem como objetivos desenvolver o interesse pela poesia, contribuir para a sua divulgação e incentivar a sua leitura e criação junto dos jovens.

Este projeto, dinamizado por Margarida Batista, decorrerá ao longo de dez sessões, entre 13 de novembro de 2020 e 16 de abril de 2021. Serão apresentadas obras poéticas com leitura de excertos, dando espaço à partilha, à criação e às questões que podes dividir com o Clube Juvenil de Poesia em cada sessão, através da plataforma Microsoft Teams.
 
A participação é gratuita e carece de inscrição prévia.

As obras poderão ser requisitadas na Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos ou através do catálogo da Biblioteca
 
Participa!
 
 
1.ª sessão: 13 de novembro de 2020 | 18h30 às 19h10
Análise da obra: “Cartas a um jovem poeta”, de Rainer Maria Rilke, editora Quasi, 2008.
Nesta sessão, haverá uma apresentação do programa geral e da bibliografia das várias sessões.
 
 Rainer Maria Rilke foi um poeta de língua alemã do século XX que escreveu também poemas em francês. Nasceu em Praga em 1875 e morreu na Suíça em 1926. As “Cartas a um jovem poeta” não foram uma obra escrita e estruturada pelo seu autor com vista à edição em livro. São uma coletânea de peças irregularmente intervaladas no tempo, organizada pelo destinatário muito depois de as ter recebido.

No decorrer desta sessão haverá:
- Leitura de excertos do livro;
- Proposta de trabalho: escrever uma carta, a Rainer Maria Rilke descrevendo as suas aspirações de jovem poeta;
- Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
- Despedida e sinopse da sessão seguinte.
 

2.ª sessão: 27 de novembro de 2020 | das 18h30 às 19h10
Análise da obra: “Vamos comprar um poeta”, de Afonso Cruz, editora Caminho, 2016.
Afonso Cruz nasceu em 1971 na Figueira da Foz e é um escritor, realizador de filmes de animação, ilustrador, designer e músico português. "Vamos comprar um poeta" é uma história sobre a importância da poesia, da criatividade e da cultura, celebrando a beleza das ideias e das ações desinteressadas.No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de excertos do livro;
Proposta de trabalho: com base na história da obra, pretende-se que os jovens escrevam um texto ou poema imaginando a compra de um poeta como se de um animal de estimação se tratasse (quais os requisitos que deveria ter o artista em questão?);
Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
Despedida e sinopse da sessão seguinte.

3.ª sessão: 11 de dezembro de 2020 | das 18h30 às 19h10
Análise da obra: “O livrinho dos versos para rir”, de José Viale Moutinho, edição Afrontamento, 2004.
José Viale Moutinho nasceu no Funchal em 1945. É jornalista e autor de cerca de meia centena de livros para crianças, bem como de trabalhos nas áreas de investigação de literatura popular. “O livrinho dos versos para rir” reúne uma mão cheia de quadras populares, colhidas de norte a sul do país, que revelam o peculiar sentido de humor do povo português.
No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de quadras deste livro,
Leitura de quadras do livro “Rimas perfeitas, imperfeitas e mais-que-perfeitas”, de Alice Vieira, Texto editora, 2009.
Noção de métrica no verso;
Rimas pobres e rimas ricas;
Proposta de trabalho: criação de quadras com recurso a dicionário de rimas em suporte físico ou digital;
Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
Despedida e sinopse da sessão seguinte.

4.ª sessão: 8 de janeiro de 2021 | 18h30 às 19h10
Análise da obra: “Este livro que vos deixo”, de António Aleixo, edição Vitalino Martins Aleixo, 1976.
António Aleixo nasceu em Vila Real de Santo António em 1899 e morreu em Loulé em 1949. É considerado um dos poetas populares portugueses de maior relevo e afirmou-se pela ironia e crítica social sempre presente nos seus versos. Também é recordado como homem simples, humilde e semianalfabeto e por ter deixado como legado uma obra poética singular no panorama literário português da primeira metade do século XX.
No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de quadras deste livro;
Breve referência à poesia popular portuguesa e ao verso heptassilábico;
Noção de rimas emparelhadas, cruzadas e interpoladas;
Proposta de trabalho: criação de quadras utilizando provérbios populares portugueses;
Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
Despedida e sinopse da sessão seguinte.

5.ª sessão: 22 de janeiro de 2021 | 18h30 às 19h10
Análise da obra: “Primeiros poemas as mãos e os frutos os amantes sem dinheiro”, de Eugénio de Andrade, editora Assírio & Alvim, 2012.
Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas, nasceu no Fundão em 1923 e morreu no Porto em 2005. Foi um dos maiores poetas portugueses contemporâneos e tem obras publicadas em várias línguas. Recebeu o Prémio Camões, em 2001. Esta obra reúne os três primeiros livros escritos pelo poeta.
No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de poemas deste livro;
Introdução ao estudo das figuras de estilo;
Proposta de trabalho: criação de poema em verso branco ou rima usando metáforas, anáforas e ou aliterações;
Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
Despedida e sinopse da sessão seguinte.

6.ª sessão: 5 de fevereiro de 2021 | 18h30 às 19h10
Análise da obra: “Poesia completa”, de Miguel Torga, editora Dom Quixote, 2000.
Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, nasceu em São Martinho de Anta em 1907 e morreu em Coimbra em 1995. Foi um dos mais influentes poetas e escritores do século XX. Destacou-se como poeta, contista e memorialista, mas escreveu também romances, peças de teatro e ensaios. Foi laureado com o Prémio Camões em 1989.
Este livro reúne toda a obra escrita pelo poeta incluindo os poemas dos “Diários”, de Miguel Torga.
No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de poemas e de alguns versos dos “Diários”;
Continuação do estudo de várias figuras de estilo;
Proposta de trabalho: criação de poema em verso branco ou rima usando figuras de estilo à escolha;
Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
Despedida e sinopse da sessão seguinte.

7.ª sessão: 26 de fevereiro de 2021 | 18h30 às 19h10
Análise da obra: “Mar antologia” de Sophia de Mello Breyner Andresen, editora Caminho, 2010.
Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu no Porto em 1919 e morreu em Lisboa em 2004. Foi uma das mais importantes poetas do século XX e a primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa, o Prémio Camões, em 1999. Nesta antologia singular na obra de uma autora, estão reunidos meia centena de poemas à volta de um tema, o mar, pelo qual a escritora sempre teve um grande fascínio.
No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de poemas deste livro;
Referência ao centenário do nascimento de Sophia Andresen em 2019;
Realce do elemento marítimo na obra da poeta;
Proposta de trabalho: criação de poema em verso branco ou rima sobre o mar;
Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
Despedida e sinopse da sessão seguinte.

8.ª sessão: 12 de março de 2021 | 18h30 às 19h10
Análise das obras: “Marketing”, de Fernando Namora, editora Bertrand, 1982 e “Visão perpétua” de Jorge de Sena, edição conjunta de Moraes, INCM, 1982.
Fernando Namora nasceu em Condeixa-a-Nova em 1919 e morreu em Lisboa em 1989. Foi um médico e escritor português, autor de uma extensa obra, das mais divulgadas e traduzidas nos anos 70 e 80. A sua faceta de poeta é menos conhecida, sendo que “Marketing” marca um momento decisivo na sua trajetória artística numa nova e inovadora dimensão que encara de frente a confusa problemática do mundo moderno.
Jorge de Sena nasceu em Lisboa em 1919 e morreu em Santa Bárbara, na Califórnia em 1978. Poeta, ficcionista, dramaturgo, ensaísta e tradutor, é considerado um dos mais relevantes escritores de língua portuguesa do século XX.
No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de poemas de ambos os livros;
Referência ao centenário do nascimento de Namora e Sena em 2019;
Noção de prosa poética;
Proposta de trabalho: criação de poema em verso branco, rima ou de texto em prosa poética de tema livre;
Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
Despedida e sinopse da sessão seguinte.

9.ª sessão: 26 de março de 2021 | 18h30 às 19h10
Análise das obras: “2010-2011”, de Ana Paula Inácio, edições Averno, 2011, “Ver no escuro”, de Cláudia R. Sampaio, Tinta da China, 2016 e “Plantas de interior”, de Raquel Serejo Martins, edição Poética, 2019.
Ana Paula Inácio é uma poeta e escritora portuguesa, nascida no Porto a 12 de junho de 1966.
Publicou “As Vinhas de Meu Pai”, edição Bertrand, 2000, “Vago Pressentimento Azul Por Cima”, Quasi edições, 2000, “2010-2011”, edição Averno, 2011, e o livro de contos “Os Invisíveis”, Quasi edições, 2002.
Houve poemas editados nas antologias “Anos 90” e “Agora”, Jorge Reis Sá – Quasi, 2001 e “Poetas Sem Qualidades”, edição Averno, 2002.
Cláudia R. Sampaio é uma poeta e pintora nascida em Lisboa (1981). Tem os seguintes livros de poesia publicados até ao momento: “Os dias da Corja”, edições do Lado Esquerdo, 2015, “A primeira urina da manhã”, Editora Douda Correria, 2015, “Ver No Escuro”, editora Tinta-da-China, 2016, “1025 mg”, Editora Douda Correria, 2017 e “Outro nome para a solidão”, Editora Douda Correria, 2018, “ Já não me deito em pose de morrer”, Porto editora, 2019 e “Inteira como um coice do universo”, Edições Macondo, 2019.
Atualmente é artista residente do projeto “MANICÓMIO”.
Raquel Serejo Martins nasceu em Trás-os-Montes em 1974.
É licenciada em Economia, com pós-graduações em Direito Penal Económico e em Direito Administrativo. Funcionária da Administração Tributária e Aduaneira, atualmente a desempenhar funções na área criminal fiscal.
Tem as seguintes obras publicadas: “A Solidão dos Inconstantes”, Editorial Estampa, 2009, “Pretérito Perfeito”, Editorial Estampa 2013 e “Como se um Peixe um Poema”, conto, Revista Egoísta de Abril, 2014.
No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de poemas destes livros e também de poemas das autoras recolhidos nas redes sociais onde estão presentes, tais como o “Facebook” e o “Instagram”.
A importância das redes sociais na divulgação da poesia portuguesa na atualidade;
Proposta de trabalho: criação de pequeno texto em prosa poética;
Tempo reservado para dúvidas colocadas pelos participantes;
Despedida e sinopse da sessão seguinte.

10.ª sessão: 16 de abril de 2021 | 18h30 às 19h10
Análise das obras dos poetas: “Omertá”, de Vasco Gato, editora Quasi, 2007, “Gaveta de papéis”, de José Luís Peixoto, editora Quetzal, 2011 e “Publicação da mortalidade”, de Valter Hugo Mãe, editora Assírio & Alvim, 2018.
Vasco Gato nasceu em Lisboa, em 1978, cidade onde vive e trabalha como tradutor. Publicou na viragem do século o seu primeiro livro de poesia, intitulado “Um Mover de Mão”. A esse volume inicial seguiram-se onze coletâneas em nome próprio e duas recolhas de poesia por si traduzida. “Daqui Ninguém Entra”, editora Companhia das Ilhas, 2016, é a sua primeira incursão na escrita dramática.
José Luís Peixoto nasceu na aldeia de Galveias, no Alto Alentejo, onde viveu até aos 18 anos. Após terminar a sua licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas, na variante de estudos ingleses e alemães, foi professor em várias escolas portuguesas e na Cidade da Praia, em Cabo Verde. Em 2001, dedicou-se profissionalmente à escrita.
Valter Hugo Mãe é um dos mais destacados autores portugueses da atualidade. A sua obra está traduzida em variadíssimas línguas, merecendo um prestigiado acolhimento em países como o Brasil, a Alemanha, a Espanha, a França ou a Croácia.
A sua poesia encontra-se reunida no volume, “Publicação da mortalidade”, editora Assírio & Alvim, 2018.
No decorrer desta sessão haverá:
Leitura de poemas destes livros e também de poemas destes autores recolhidos nas redes sociais, onde estão presentes, tais como o “Facebook” e o “Instagram”.
A importância das redes sociais na divulgação da poesia portuguesa na atualidade;
Resumo do trabalho efetuado na plataforma digital Teams e divulgação do prazo para a receção dos trabalhos em papel ou através de correio eletrónico para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. com vista à elaboração de um Fanzine de Poesia Juvenil da Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos.
Despedida.

 
iconpdf Ficha de Inscrição para Clube Juvenil de Poesia
(O formulário está otimizado para ser utilizado no Adobe Acrobat Reader)
 
Contactos: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | 214 369 054 

Endereço:

Av. Conde Castro Guimarães, 6 - Venteira - 2720-119 Amadora
 

Telefones:

+351 214 369 054
+351 214 948 777