Mapa do Site

Autarquia congratula-se com nomeação de Tiago Rodrigues

Autarquia congratula-se com nomeação de Tiago Rodrigues

A Câmara Municipal da Amadora congratula-se com a nomeação do ator, dramaturgo, produtor teatral e encenador português Tiago Rodrigues para dirigir o Festival d’Avignon, em França, considerado um dos mais importantes eventos de teatro do Mundo.

Tiago Rodrigues passou a infância na Amadora, tendo frequentado a escola primária na cidade.

Durante a adolescência, passada no Liceu da Amadora (atual Escola Secundária da Amadora), tomou contacto pela primeira vez com o teatro pela mão do Professor Jorge Pité. No grupo de teatro Teatradançando, no início dos anos 90 do século XX, desempenhou os seus primeiros papéis.

Mais tarde, trabalhou como jornalista no semanário Grande Amadora, publicação de divulgação regional da cidade, cuja existência remonta ao período entre 1994 e 2001. Ao mesmo tempo, frequentava a Escola Superior de Teatro e Cinema.

Aos 21 anos, desiste da escola de teatro para integrar a companhia belga tg STAN, tendo cocriado e interpretado espetáculos em inglês e francês apresentados em mais de 15 países.

Nos primeiros anos como ator, também colaborou com os Artistas Unidos e com o coletivo SubUrbe, ao mesmo tempo que assumia a direção criativa de vários programas de televisão alternativos, entre os quais o premiado "Zapping", tanto como argumentista para televisão com as Produções Fictícias, como enquanto cronista em vários jornais, entre os quais: Diário de Notícias, Expresso e A Capital.

Em 2018, foi um dos vencedores do Prémio Europa de Teatro – Realidades Teatrais.

Em 2019, foi o vencedor da 33.ª edição do Prémio Pessoa, importante galardão atribuído anualmente a pessoas de nacionalidade portuguesa que se tenham distinguido como protagonistas na vida científica, artística ou literária.

No mesmo ano, foi agraciado pela Câmara Municipal da Amadora com a Medalha Municipal de Mérito e Dedicação Prata.

Desempenhou funções como diretor artístico do Mundo Perfeito - estrutura que criou em 2003 - e foi nomeado pela Secretaria de Estado da Cultura como diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, em dezembro de 2014, cargo que mantém atualmente.

É presença regular nos principais palcos europeus, entre eles os do Festival d’Avignon ou do Teatro da Bastilha, em França, onde lhe foi atribuído o grau de Cavaleiro de Artes e Letras.