Mapa do Site

Nota sobre o falecimento de Mestre Cruzeiro Seixas (1920-2020)

Nota sobre o falecimento de Mestre Cruzeiro Seixas (1920-2020)

Nascimento: Amadora, 3 de dezembro 1920
Falecimento: Lisboa, 8 de novembro 2020

Mestre Cruzeiro Seixas escreveu : “Nesta terra nasci, no muito distante ano de 1920. Como se poderá imaginar que então algumas famílias vinham aqui passar o verão, entre piqueniques e outras campestres diversões daqueles tempos? Meu avô tinha uma casa na Rua Diogo Bernardes, e dela saí com 5 anos…(…).”
Ao nosso ilustre filho da terra, nome primordial do movimento surrealista português, que procurou sempre um estado de liberdade e que lhe permitiu um olhar abrangente e atento, recordamos a figuração ímpar de criatividade, onde cada obra é reveladora de um eterno universo envolto em mistério e poesia.

Ao longo do seu percurso artístico e pessoal, a Amadora pôde contar com a sua presença efetiva; e através da nossa Galeria Municipal Artur Bual, tivemos o privilégio de organizar encontros, exposições e palestras em torno da sua obra; em 2007, O Figura – Homenagem informal a Cruzeiro Seixas e, em 2012, o “Tributo a Cruzeiro Seixas - Pintura, Escultura, Obra Gráfica”.

Um abraço de saudade a este espírito livre, que segundo as suas próprias palavras, – não é “um pintor, mas um homem que pinta”.