Mapa do Site

Prémio Literário Orlando Gonçalves premeia obra de Ficção Narrativa | Entrega de trabalhos até 14 junho

Foto: Orlando Bernardino Gonçalves | um dos percursores do movimento neorrealista português, foi escritor e jornalista de imprensa escrita e de rádio. Defensor dos direitos e deveres de uma cidadania plena, consciente e esclarecida, sustentada pelo enriquecimento intelectual.
Prémio Literário Orlando Gonçalves premeia obra de Ficção Narrativa | Entrega de trabalhos até 14 junho

A Câmara Municipal da Amadora lança a 22.ª edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves, este ano dedicado à modalidade de Ficção Narrativa.

Até dia 14 de junho, os interessados neste galardão deverão candidatar as suas obras, inéditas, de conteúdo temático livre e redigidas em língua portuguesa, habilitando-se a um prémio de cerca de cinco mil euros.
A autarquia patrocinará a edição da obra vencedora.

Em setembro, o júri do concurso, constituído por um representante da Câmara Municipal da Amadora, um representante da Sociedade Portuguesa de Autores e outro da Associação Portuguesa de Escritores, deliberará e comunicará o vencedor deste ano.

A sessão pública de entrega da 22.ª edição do Prémio Literário Orlando Gonçalves está prevista para dia 14 de setembro de 2019.

Clique na imagem abaixo para conhecer o Regulamento deste prémio

regulamento premio literario 2019 200

 

O Prémio – breve nota
O Prémio Literário Orlando Gonçalves, instituído em 1998 pela Câmara Municipal da Amadora, tem por objetivo, por um lado, homenagear a memória do escritor e jornalista Orlando Gonçalves e por outro incentivar a produção literária, contribuindo para a defesa e enriquecimento da língua portuguesa.
Este prémio destina-se a galardoar, anualmente e de forma alternada, uma obra de ficção narrativa e um trabalho jornalístico de investigação ou grande reportagem.

Orlando Bernardino Gonçalves, um dos percursores do movimento neorrealista português, foi escritor e jornalista de imprensa escrita e de rádio, tendo sido inclusive Diretor do jornal Notícias da Amadora durante mais de trinta anos, atividade que sempre desenvolveu a par das suas intervenções cívicas e políticas na defesa dos direitos e deveres de uma cidadania plena, consciente e esclarecida, sustentada pelo enriquecimento intelectual.

Orlando Gonçalves foi agraciado com a Medalha de Ouro da Cidade da Amadora em 1989, em 1993 o seu romance Enredos da Memória foi galardoado com o Prémio Literário Cidade da Amadora e em 1997 foi mais uma vez homenageado pela Câmara Municipal da Amadora, por ocasião das comemorações do 25 de Abril.