Mapa do Site

Ex-Líbris Amadora 2019 | Concursos dirigidos a alunos de escolas e artistas nacionais e estrangeiros | Inscrições abertas!

Ex-Líbris Amadora 2019 | Concursos dirigidos a alunos de escolas e artistas nacionais e estrangeiros | Inscrições abertas!

No âmbito das comemorações do 40.º Aniversário do Município da Amadora, a Câmara Municipal, em parceria com a AGA - Associação de Gravura da Amadora e o ARTEVER - Grupo de Artes Plásticas da Amadora, promove a iniciativa Ex-Líbris Amadora 2019, lançando dois concursos com vista à promoção do ex-líbris contemporâneo e procurando fomentar, simultaneamente, o gosto pelo Livro-Objeto.

São dois concursos distintos, um dirigido às escolas do 2.º e 3.º ciclos e ensino secundário, e outro aos artistas nacionais e estrangeiros, que visam impulsionar a criação de ex-líbris (pequena vinheta que se cola no interior dos livros e que identifica o seu possuidor), de produção individual ou coletiva, e que serão mostrados numa exposição, em setembro deste ano, por altura das comemorações dos 40 anos do Município da Amadora.

Principais caraterísticas de cada um dos concursos:
Ex-Líbris Amadora 2019 | Concurso Internacional
É dirigido a autores nacionais e estrangeiros, maiores de 18 anos.
A organização atribuirá, com base na proposta do júri, 6 prémios no valor total de 3000€.
Os resultados serão divulgados até 30 junho 2019.
Prazo para a receção das obras: 15 maio 2019.

Ex-Líbris Amadora 2019 | Concursos Escolas
É dirigido aos alunos das escolas do 2.º e 3.º ciclos e ensino secundário, nacionais.
Os prémios serão: diplomas, materiais de belas artes e livros.
Os resultados serão divulgados até 30 junho 2019.
Prazo para a receção das obras: 30 maio 2019.

 

Ex-Líbris Amadora 2019
iconpdf Regulamento do Concurso Escolas Portugal
iconpdf Ficha de Inscrição


Ex-Líbris Amadora 2019
iconpdf Regulamento do Concurso Internacional
iconpdf Ficha de Inscrição


O projeto Ex-Líbris Amadora 2019 tem como objetivos gerais:
- Promover a produção do ex-líbris contemporâneo;
- Promover o Livro-Objeto;
- Promover encontros entre produtores e utilizadores de ex-líbris/livros e o público em geral;
- Promover ações de colaboração com diferentes entidades e instituições;
- Promover o colecionismo como contributo para a preservação do património cultural;
- Sensibilizar para os processos de produção do Livro-Objeto e a História do livro;
- Sensibilizar para as artes visuais e plásticas associadas ao livro;
- Sensibilizar para todas as técnicas de produção e impressão de múltiplos em papel e a sua História.

Sobre o ex-líbris
Termo que provém do latim – ex libris meis – é uma expressão que significa, literalmente, “dos livros de” ou “faz parte de meus livros”.

O ex-líbris é uma pequena vinheta que se cola no interior dos livros e que identifica o seu possuidor (indivíduo, organização ou biblioteca). Nessa vinheta, normalmente, consta o nome e uma imagem representativa das caraterísticas (numa biblioteca de uma entidade) ou do caráter (numa biblioteca de família ou de uma pessoa) do destinatário.

A partir da invenção da imprensa (século XV) começaram a surgir marcas, desenhadas por artistas e realizadas por artistas/gravadores, para serem colocadas nos livros (no interior, na capa, na lombada).

De início, quem possuía livros eram o clero e a nobreza. E mais tarde uma burguesia endinheirada. Daí se perceba a ligação à heráldica de muitos Ex-Líbris, com representações de brasões, escudos, lemas ou insígnias.

Nos séculos XVI, XVII e XVIII, foram utilizados pelo clero e pelas instituições ligadas à igreja, os Sobre Livros ou Super Livros, normalmente gravados nas capas de pergaminho. Hoje são pouco utilizados. (Também usados como marca e selo branco).

A partir do século XIX, com o crescimento da produção do livro, surgiram novas bibliotecas públicas ou privadas de coletivos (sociedades, associações, sindicatos, cooperativas, etc). E também colecionadores, coleções e eventos sobre o ex-líbris.

No século XX intensificaram-se os concursos, as comemorações e as exposições dessas vinhetas. Alguns investigadores e especialistas criaram modelos de classificação. Muitas personalidades famosas tiveram e têm ex-líbris nas suas bibliotecas pessoais. Muitos artistas famosos realizaram ex-líbris para bibliotecas pessoais, de amigos e de clientes.

Atualmente considera-se como Ex-Líbris toda a vinheta impressa, que tenha expresso o termo ex-líbris, acompanhado do nome do destinatário (pessoa, biblioteca, entidade ou evento), com representações do seu caráter ou caraterísticas.

As técnicas utilizadas nos Ex-Líbris são: as da gravura tradicional e artesanal, com auxílio mecânico na impressão (xilografia, linóleografia, calcografia, litografia, serigrafia e afins), as de impressão mecânica automática (tipografia, zincogravura, offset e afins), as de impressão digital automática (ato de tinta, laser e afins) e a reprodução fotográfica (analógica, digital, fotocopiada…).