Mapa do Site

Prematuros do Amadora-Sintra receberam prenda especial no Dia da Criança

Prematuros do Amadora-Sintra receberam prenda especial no Dia da Criança

Foram hoje entregues, no Hospital Fernando Fonseca, Dia Mundial da Criança, cerca de 300 gorros, 60 mantas, 24 almofadas de amamentação e 50 fronhas para as almofadas, que serão utilizados para garantir um maior conforto aos bebés prematuros ao cuidado do serviço de Neonatologia. Estes artigos foram elaborados por idosas, utentes de diversas associações da Amadora, e que depositaram todo o carinho necessário na confeção destes materiais.

Para a Presidente da Câmara Municipal, este desafio transformou-se "num caso de sucesso", uma vez que foi plenamente aceite por todos, sendo gratificante ver "todo o carinho e amor com que se empenharam as senhoras que aceitaram participar". Carla Tavares salientou, no entanto, que esta atitude "deve ser entendida como um ato de cidadania e não uma qualquer forma de caridade", no que foi secundada por Carla Chambel, que considera "este projeto, que surgiu como um desafio, se tornou num projeto de toda a comunidade".

Do Maior para o Mais Pequeno, assim se chama o projeto, iniciou-se com um desafio da atriz Carla Chambel à Câmara Municipal, e está atualmente a ser desenvolvido no âmbito do Programa AmaSénior Viva+, pelas Juntas de Freguesia das Águas Livres e Mina de Água, Associação Casal Popular da Damaia, SFRAA- Quinta de S. Miguel e Associação Feixe Luminoso.

O Programa AmaSénior Viva+ é um programa de caráter ocupacional, dirigido a todos os munícipes do concelho, com idade igual ou superior a 55 anos. Promovido pela Câmara Municipal, em parceria com instituições locais, inclui ateliês ocupacionais, cursos teóricos e atividades físicas diversas.

No âmbito da Responsabilidade Social, foi ainda lançado o desafio a várias empresas da Amadora para se associarem ao projeto, através da doação de kits de amamentação. Para já, foram oferecidos 30 kits de amamentação e 35 embalagens para recolha do leite, entregues pela empresa farmacêutica Roche.

Intervenção de Carla Chambel